segunda-feira, 9 de abril de 2012

Grandes duelos na 3a etapa 2012

No último sábado, dia 07, foi realizada a terceira etapa do Campeonato Paulista de Formula Vee. Vinte e um carros inscreveram-se para a prova, recorde de participação na categoria, e 19 largaram. Entre eles, quatro estreias: a do jornalista especializado Flavio Gomes (correndo a convite da equipe TJ Competições), o experiente Adriano Griecco, com carro próprio e apoio da Carloviche Competições; Juliano Gandelin, piloto e preparador piracicabano, e Ademar Spallini Filho.

Após as tomadas de tempo habituais, foi este o resultado da classificação:

1º - Rodrigo Rosset  #19  (Ramazza Seguros)  2m05.444
2º - Fernando Monis  #34  (Monis Racing/ TJ Competições)  2m07.591
3º - Adolpho Rossi  #8  (TJ Competições)  2m07.827
4º - Bruno Leme  #78  (Alfia Mecânica de Autos)  2m07.832
5º - Marcus Leão  #1  (Cervejaria Noi)  2m08.924
6º - José Eduardo Moreira  #0  (LF Competições)  2m09.037
7º - Marcelo Chamma  #38  (LF Competições)  2m09.504
8º - Gustavo Santos  #73  (TJ Competições)  2m09.652
9º - Cristiano Vianna  #82  (V Racing Team)  2m09.758
10º - Lucca Paulinelli  -#99  (Nene Motorsport)  2m09.986
11º - Raphael Soares Jr  #76  (TJ Competições)  2m11.115
12º - Juliano Gandelin  #15  (Juka Motors)  2m12.088
13º - Roberto Novembre  #5  (Canada Seguros)  2m12.748
14º - Marco Vale  #10  (V Racing Team)  2m12.892
15º - Flavio Gomes  #53  (TJ Competições)  2m13.822
16º - Kenner Garcia  #27  (Scuderia Dino)  2m14.440
17o - Ademar Spallini  #26  (TJ Competições/ Acqua Vital)  2m14.512
18º - Artur Leme  #51  (Alfia Mecânica de Autos)  2m19.495
19º - Adriano Griecco  #25  (Carloviche/Moderfast)  s/tempo
20º - Glaucio Doreto  #89  (TJ Competições/ Lojas Toyo)  s/tempo


Como foi a prova:




Provando como corridas são imprevisíveis, os dois líderes do campeonato tiveram problemas. O baiano Raphael Soares se vendo às voltas com um motor inexplicavelmente sem rendimento e Glaucio Doreto teve desligado o acionador do acelerador na primeira volta de classificação. O estreante Flavio Gomes só deu quatro voltas, quando o motor de seu carro apresentou problemas de queda de pressão do óleo. Rodrigo Bello nem chegou a tomar tempo com o motor do seu carro travado.

Com 19 carros alinhados, a largada se deu ás 15:36 horas sem nenhum incidente de monta até a chegada da Curva do Lago quando três carros envolveram-se num acidente, deixando como saldo o abandono de Marco Vale e Marcelo Chamma com a mão esquerda machucada devido ao choque entre os dois carros. Cristiano Vianna abandonou logo na primeira volta e Adriano Griecco na segunda.



Neste meio tempo, lá na frente Rodrigo Rosset e Fernando Monis disputavam a liderança palmo a palmo, na melhor edição dos combates que travaram no ano passado. Virando na casa dos 2m 05 segundos, os dois líderes eram seguidos de perto por Adolpho Rossi que até tentou uma aproximação maior, mas que abandonou na sétima volta por problema mecânico.

Mais atrás, as posições alternavam-se instante a instante, enquanto Rosset e Monis, aproveitando-se muito bem do vácuo, foram se distanciando dos demais. Rosset era mais rápido nas retas e na Subida do Café, enquanto Monis compensava no miolo do circuito e na freada da Curva do S.



Outro duelo a se destacar foi entre Lucca Paulinelli e Glaucio Doreto, sendo que este largou em último na quinta volta já disputava a quarta posição com Lucca. Eduardo Moreira deu um toque involuntário na traseira do carro de Bruno Leme, fazendo-o sair da pista e abandonar a corrida na terceira volta. O co-líder do campeonato Raphael Soares Jr fazia uma corrida de chegada, enquanto o carioca Marcus Leão se solidificava no terceiro lugar. O outro carioca, Gustavo Santos, corria tranquilo em sexto e Marcelo Chamma, mesmo com a mão machucada, insistia na competição avançando algumas posições, demonstrando bastante tenacidade.

O duelo entre Fernando Monis e Rodrigo Rosset durou até a bandeirada final, sendo que Rosset cruzou em primeiro com a vantagem de apenas 0.328s.

A melhor volta foi de Fernando Monis, com 2m04.702, média de 124,396 km/h, recorde extra oficial da categoria para Interlagos. Após a corrida foram feitas verificações técnicas nos cinco primeiros colocados, sendo retidos quatro cabeçotes para averiguação técnica pelos comissários da Fasp. Após a divulgação do laudo pericial, teremos a classificação oficial da prova.

(Vídeos Kico Stone/ Monis Racing/ Lucca Paulinelli)








2 comentários:

fordhp disse...

que pegas incriveis! parabéns aos pilotos pelo jogo limpo!

Mestre Joca disse...

Um dado importante e que deve ser considerado: dos 14 carros que chegaram ao final e levaram a bandeirada, 12 estiveram na mesma volta. Kenner Garcia (13o.) andou a maior parte da prova somente em quarta marcha e 4.000 giros e Arthur Leme era estreante em Interlagos. Nada mal, nada mal...