segunda-feira, 1 de agosto de 2011

CORRIDA DE ALTO NÍVEL NA 5A. ETAPA

O grid cada vez maior.

Já registramos no Mestre Joca a quinta etapa da nossa Formula Vee, depois de um intervalo de quase 50 dias. E, à medida que nos cheguem as fotos e os vídeos, baixaremos aqui. Para que não se torne repetitivo, gostaria de alinhavar algumas considerações sobre esta corrida e o desempenho geral dos participantes.

De início, nossos parabéns a todos. Inscrevemos 13 carros, largaram 12 e somente um ficou de fora mas por motivos não mecânicos. O melhor grid da categoria até agora e a tendência é crescer mais com novas adesões que estão vindo por aí. Logo, logo largaremos com 20 carros ou um pouco mais. E o mais encorajador é ter visto que, aos poucos, o pessoal vai superando as dificuldades mecânicas e achando suas próprias soluções.

Deu gosto ver algumas sugestões e aprimoramentos, principalmente na parte de refrigeração, até aqui o fantasma que assustava muita gente. Outro concorrente investiu num acerto mais ousado do "chão" do carro utilizando barra estabilizadora na dianteira, segundo ele com bons resultados.

Parece que o longo jejum, de certa forma, fez bem a pilotos, mecânicos e preparadores. Carros mais bem acertados, menos quebras mecânicas, duas novas estréias, - três, se contarmos com o Sérgio Silva - nenhum carro "fumaçando" (para desgosto de alguns críticos da categoria...) e a nítida melhoria da pilotagem do pessoal, que se refletiu nos tempos conseguidos.

Aqui, um aparte. Como seria natural, ao longo das etapas já realizadas, algumas "rivalidades" (no bom sentido e esportivo, é claro) é claro se estabeleceram. Na frente, Rodrigo Rosset e Fernando Monis tem dividido poles e vitórias, dado claro à maior experiência desses dois pilotos. No bloco intermediário, Cristiano Viana, Emmanuel Calonico Jr., Rodrigo Bello, José Eduardo Moreira, Marco Vale e Ricardo Pereira tem sido adversários constantes. E neste grupo é notória e evolução a cada etapa (mesmo quando os resultados finais não são satisfatórios), tendo por vista como seus tempos médios vem baixando, sintoma de estarem mais adaptados ao carro e circuito.

Para os que chegam agora há o preço a pagar do noviciado, como é natural no automobilismo. Mas a tendência é melhorarem logo que adquirirem consistência mecânica e adaptação ao Fórmula Vee. No mais é destacar que, apesar da disputa na pista, o nosso espírito de solidaredade e respeito continuam nos boxes e fora dela. E assim deve continuar.

Por último, um lembrete. Infelizmente nesta etapa tivemos três penalizações por desatenção ao comportamento desportivo. Um foi desclassificado por uma manobra considerada perigosa pela direção da prova, não por intenção do piloto, mas pelo aparente desconhecimento da regra. Outros dois perderam suas melhores voltas por desatenção à bandeirada de término do treino oficial. Pedimos maior atenção e leitura do código desportivo que rege nosso campeonato - está no site da FASP - para que outras penalizações não venham no futuro.


O pódio da quinta etapa, da esquerda para a direita, José Eduardo Moreira, Rodrigo Bello, Rodrigo Rosset, Fernando Monis, Cristiano Gameiro e Emmanuel Junior.

Roberto Novembre que estreou na categoria com um carro muito bem montado, fez uma corrida conservadora de conhecimento da pista e foi até o final sem o menor problema apesar das condições da pista.
Saída para a prova, o Box 23 atraiu quase todos que estavam no autódromo para ver o trabalho.
Fotos arquivo pessoal de Luiz Eduardo Monis

5 comentários:

Emmanuel TJ Competições disse...

Corrida brilhante !!!, foram os comentários mais humildes que ouví após a Corrida.
Estou muito orgulhoso de poder participar e dar a minha colaboração ao evento.
Além disso a disputa do Fvee 73 X Eduardo Moreira, foi de alto nível e das melhores que tive em toda a minha vida na Pista.
Após a corrida nos cumprimentamos e nos abraçamos elogiando a defesa de posição de cada um, que ocorreu durante várias voltas.
As atenções estavam voltadas sobre os ponteiros e nós estávamos apenas duelando pelo 5º Lugar, mas com muita lealdade e competência.
Alguns podem ter nos notado ou não.
Mas a lembrança que guardarei deste "duelo" ficará para sempre na minha memória.
Abraços
Emmanuel Junior Fvee 73

Rodrigo Bello disse...

Boa noite, acompanhei o duelo pelo 5º lugar de uma maneira um pouco mais tranquila, pois estava em 4º e pude ver pelo retrovisor que o "pega" era grande, até o momento que o Emmanuel se desgarrou do Eduardo. Minha tranquilidade acabou quando não sei porque inventei de fazer a curva do lago um pouco mais forte e rodei, porém consegui recuperar a posição acredito eu, pelo fato do Emmanuel ter cansado durante a dura e limpa batalha com o Edu. A evolução de todos é visivel, quem sabe em breve não conseguiremos travar duelos assim até o fim da corrida pelas primeiras colocações. Foi lindo ver o grid de largada e principalmente o resultado final, onde praticamente todos conseguiram completar a prova. Abraços. Rodrigo Bello - Fvee 03.

regi nat rock disse...

isso tá ficando cada vez mais divertido...
e vai ficar melhor.

sergio luis disse...

Apesar de parecer que fiz uma corrida burocrática lá no fim do grid... a nona posição na chegada refletiu a série de problemas que tivemos durante o fim de semana... espero na próxima estar brigando pelo pelotão maior... para tentar abrilhantar ainda mais o evento, que sem sombra de dúvidas, foi nossa melhor corrida até agora....

roberto zullino disse...

Não costumo ver corridas, mal comparando por mim faria como o Ferrari e ficaria em casa esperando o telefone, principalmente quando amigos estão correndo, fico muito tenso e não gosto, fico sempre batendo papo e posso contar nos dedos as corridas que assisti na vida, pelo menos com atenção, mas essa etapa da Formula Vee adorei ver pelo alto índice técnico, as disputas limpas e o clima de camaradagem e ajuda mútua entre as equipes que são a marca da categoria, fora a diversão de todos, pilotos, famílias, mecânicos, amigos, todos no mesmo lugar e participando e se divertindo.
Acontecem problemas nos carros? Algumas vezes, mas isso também faz parte e depois de uns anos nos lembraremos deles dando risada, Carreras son Carreras já dizia o Fangio, acontece de tudo e isso é o sal da terra. Se fosse fácil qualquer um faria.
Na corrida tivemos apenas um abandono e por perda de rendimento, nenhum carro fumou ou largou óleo na pista, isso já mostra que estamos todos aprendendo e atingindo um bom índice técnico.