sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Pneus e Rodas - Não comprar agora

Temos recebido muitas consultas a respeito de pneus e rodas. Os pneus definidos nos testes são da medida 195 x 50 x 15, as rodas aro 15, tala de 6 polegadas.

Aconselhamos, no entanto, que não comprem pneus e nem rodas, os carros devem ser montados com rodas e pneus não definitivos, a última coisa a se fazer é comprar pneus e rodas.

A organização está envidando esforços no sentido de estabelecer parcerias com fábricas ou fornecedores de pneus e de rodas. Nesse caso, os pneus e rodas seriam padronizados e da mesma marca.

Aceitamos sugestões e indicações de contatos nessa área.

22 comentários:

.:run4fun:. disse...

Gostaria de adquirir um par de bancos que aparecem nesta foto: http://2.bp.blogspot.com/_qyrQabjawRU/TJgClC3birI/AAAAAAAAAeI/-ptpnuCp8bo/s1600/20092010136.JPG

Seria possível? Qual o valor?
Favor responder por e-mail: rafa4fun@gmail.com

Obrigado.

rafa4fun.blogspot.com

Jorge Ottolini disse...

Caros: Estando bastante interessado, nste categoria até para poder montar uma equipe. Gostaria de saber quantos carros já foram encomendado. Peço isto para poder começar as minhas conversações com futuros patrocinadores.
Gostaria de saber também o que vai faltar no carro Kit 80% para completa-lo. quanto realmente fica o F.Vee completo.
Obrigado.

M disse...

Não caiam no mesmo erro das outras categorias !
Padronizem a medida do pneus (tb acho errado...), mas não se metam com as rodas !

carretera disse...

Zullino, fornecedor de rodas:

Eu. Posso fazer de magnésio, alumínio ou aço, sendo que a melhor de aço que já fiz é uma 15 x 6,5 feita a partir do aro da Dakota e centro de Brasília.

Vc não acredita na precisão do encaixe do centro das rodas de Brasília nos aros de Dakota.

Fica mais bem encaixada que as originais 14 x 5,5.

As de magnésio são mais caras para fazer porque a solda é complicada, pegando um fogo meio verde-azulado e os eletrodos são difíceis de se encontrar, tendo que canibalizar algumas "fim-de-carreira" para poder recuperar umas melhores.
Pesam por volta de 4,5 kg as 14 x 7 e vou fazer uma 15 x 6 e depois digo qto ficou pesando.

As de alumínio são mais fáceis de fabricar, porém tem roda de liga-leve (de marca conceituada atualmente) 15 x 6 que pesa 8,5 kg.

Agora, de meu conhecimento, se começa o projeto de um carro a partir das rodas que vai usar, para então se definir o restante.

Abs,

carretera.

carretera disse...

Zullino,

onde disse "roda de Brasília", leia-se "roda de fusca 15 x 5,5".

Tb concordo com o M.

Aqui em GoiÂnia adotamos pneus monomarca no regional de marcas e não funcionou muito bem.

O ideal seria definir um diâmetro do conjunto, digamos 25" de diâmetro e deixar a escolha dos aros/pneus para os pilotos, pois assim teriam um leque maior de escolha, podendo usar por exemplo roda 13" com pneu 175/70-13, ou então aro 14" com pneu 185/60-14 ou os famosos 195/50-15 com aros (obviamente) 15".

A meu ver os aros 15 seriam a melhor opção pela variedade de pneus que se encontra nessa medida, porém resta ver se os 75/80 poneis carregam tanta carga.

Com opção de baixo custo, sugiro os 19/57-15 da Copa Clio, que eram feitos pela Michelin e agora parece saem debaixo da bandeira Pirelli.

Depois de uma corrida na Clio vc compra eles baratinho e dá para usar por muitas corridas num carro leve como o F. Vee.

roberto zullino disse...

Por partes,
-Peça o par de bancos pelo e-mail indicado, custam R$ 350 cada. receberá as instruções de como depositar e o endereço para retirada.

-Tendo-se o Kit é só colocar motor/cambio, suspensão dianteira, tubulações, direção e coluna e instrumentação. Um carro mediano sairá por 12 mil e um de ponta por 16.

- quanto a se começar o projeto de um carro pelos pneus isso só se aplica a estado da arte e mesmo assim não passa de lenda urbana na maioria dos casos, é apenas sonho de projetistas, clios, gols e mesmo wtccs já partiram de carros existentes e não de pneus, nosso projeto é muito simples, também já partiu de coisas existentes e o carro não tem grandes regulagens. foi feito assim de propósito para não requerer muito trabalho especializado no set-up.

-já padronizamos as medidas de pneus e queremos uma parceria com fábricas para que apoiem a categoria e vendam os pneus com desconto.

-a mesma coisa com as rodas, queremos uma parceria para que apoiem a categoria e vendam as rodas com desconto.

em resumo, não estamos buscando o máximo desempenho de nada, o carro já anda muito do jeito que está, o que se procura é igualdade ou pelo menos anular o tamanho da conta bancária ou mesmo a esperteza.

se não conseguirmos as parcerias iremos padronizar as medidas dos pneus que deverão ser nacionais. as rodas também terão medida padrão e poderão ser as encontradas no mercado. coisas especiais não serão aceitas.

roberto zullino disse...

Esqueci de mencionar que também tem que colocar amortecedores e molas traseiros, por enquanto são de twister, mas ainda não está decidido, pois há outras possibilidades sendo testadas.

Maurício Filho disse...

O conjunto de freios já vem no Kit de 80% ? Em caso positivo, dianteiro a disco e traseiro a tambor?
Grande abraço.

Jorge Ottolini disse...

Caro Zullino;
Gostaria de saber a diferença ente 12 e 16 o que é que o de de 16 tem de melhor para ser de ponta. desculpa pela chateação mais é que o interesse está demais aqui no Rio sobre a categoria. A garotada do Kart só está falando nisto aqui.
Grato.

Pedro Henrique "Baleiro" disse...

Amigos, estou gostando muito de ver o interesse da turma pela FVEE, acho que as perguntas tem que ser feitas para tornar a categoria bastante homogenea, passando os ítens já testados e aprovados a fazer parte do regulamento, evitando que se comece a importar inovações encarecendo a categoria. Na minha modesta opnião, as molas espirais deveriam ser fornecidas juntamente com o kit.
Um abraço.

Jorge Ottolini disse...

Realmente este será o grande diferencial para esta categoria se solidificar. Baixo custo e homogenidade no regulamento com poucas variantes.
Acho só que deveria sim ter duas opições de mola uma dura e outra mole, pois há pilotos que gostam de carro duro e outros mais mole.
Mais sempre de baixo custo, as de motos são uma solução. Varios acessórios de moto tem seus preços de peça baixo, principalmente 125cc.
Em relação aos pneus acho viavél conseguir a participação de um fabricante. Mais caso isto não aconteça acho muito interessante a liberação pois assim daria ao piloto ou equipe conseguir patrocinio de pneus em alguma loja do ramo.
Estou gostando de ver os comentários, sempre seguindo uma linha de raciocínio. Em prol da categoria.
Um abraço.

roberto zullino disse...

Maurício,
O que vem no kit está especificado em post anterior nas 3 modalidades de compra.
No kit montagem rápida não vem motor, cambio, freios, suspensão dianteira. Basicamente terá que colocar essas peças e as tubulações, burrinhos e instrumentação que é básica. Um contagiros analógico e uma luz de pressão de óleo.
Jorge,
Um carro de 12 será montado com um motor revisado, mas já cansado. Um carro de 16 usará peças mais novas e estimamos um gasto maior na preparação do motor. Na minha opinião deve-e montar com um motor cansado e depois de dominar o carro mandar fazer um motor melhor. Embora procuramos manter os motor standard há segredinhos de preparadores que permitem uns cavalinhos a mais. Não muito, os cabeçotes não podem ser preparados, a carburação é original, mas alguns mudam as folgas internas para ganho de potência.

roberto zullino disse...

Pedro,
Nosso negócio é desenvolvimento e projeto e não venda.
Vamos especificar os amortecedores e os interessados podem comprá-los no mercado. Desenvolvemos e indicamos o fornecedor apenas do que não se acha no mercado, que é o caso dos kits, o resto podemos ajudar, mas só isso.
Os amortecedores da frente são de fusca e podem ser preparados e os de trás serão de twister originais, pelo menos por enquanto. Devem ser os escolhidos, pois o carro andam muito bem com eles.
A suspensão traseira é regulável na altura e pode-se usar barra estabilizadora ou barra Z, que é a mais indicada para o tipo de suspensão traseira de semi-eixos oscilantes. O protótipo não usa nada.

roberto zullino disse...

motor, cambio, freios, originais das linhas VW a ar, disco na frente e tambor na traseira.
relações de marcha originais VW a ar. pode-se usar motor/cambio de kombi, variant, fusca, brasília sendo recomendado o uso de motor pós 84 e cabeçotes se seis aletas.
coroa e pinhão 8:31, 8:33, 8:35
motor 1600 à álcool, taxa livre, ventoinha livre, alternador livre, carburação dupla solex 32 com venturi de 22 e giclagem livre, ignição eletrônica original VW a ar, distribuidor original VW a ar, não se admitem modificações nesses componentes.
suspensão dianteira de fusca, brasília, variant etc...já com pivôs. usa-se apenas o feixe superior que deverá ser catracado. o feixe inferior deve se retirado e substituído por uma barra com rosca e porca nas pontas para segurar os braços. a cambagem pode ser regulada colocando-se arruelas de poliuretano para afastar os braços inferiores.
Nada que um mecânico mediano ou um particular esperto não monte em um dia. Hoje desmontamos o protótipo 000 em meia hora com 3 trabalhando.

Jorge Ottolini disse...

Caro Zullino:
Já tendo trabalhado em varias equpes desde Formula Ford até f.3 aqui no Brasil e Italia, acho que vcs poderiam determinar os cavalos do motor, pois tendo conhecimento de causa sei que os antigos FVee(1980), gastava-se muito dinheiro com os motores pois usavam um para os treinos livre, outro para treino cronometrado e um outro para as corridas e em algumas equipes chegavam a utilizar um por cada bateria que eram três naqueles anos. Por se a sua categoria uma categoria para baratiar os custo isto deveria ser visto com cuidado. Você sabe a evolução dos motores na antiga F.Vee foi tanta que a equipe Hollywood chegou a fazer motores com o Oreste Berta na Argentina. Tenho medo de investir e depois ter que colocar um monte de dinheiro como em outras categorias ou simplesmente sair fora. Pois nunca nem na epoca do Kart foi a favor de liberações ilimitadas. Acredito que vcs também estõ se preocupando com isto já que como foi dito anteriormente e uma catagoria onde dará satisfação de participar e correr. Obrigado e um grande abraço.

roberto zullino disse...

Não tem como limitar a potência sem dinamômetro, isso é coisa impraticável.

Não tem como usar motor para classificação, pois se trocar motor perde os tempos e sai lá atrás.

Com as peças especificadas, que são as originais, dá para se preparar bem, mas sem milagres, apenas capricho, balanceamento, folgas.

Os 3 primeiros sempre passarão por vistoria e qualquer carro pode ser vistoriado ad nutum. Pelo menos os cabeçotes dos 3 primeiros serão retirados.

Estou curiosíssimo em saber o que o Oreste Berta faria para aumentar a potência sem poder usar comando,sem poder preparar cabeçotes e sem mexer na carburação.

Jorge Ottolini disse...

Desculpa Zullino, acho que agora começo a entender o regulamento, acho que estou precipitado o meu pensamento sem saber do regulamento. VC está no caminho certo. Se por acaso tiver um esboço dele me manda.
ottolini2@yahoo.com.br. Desde já agradeço.

Mestre Joca disse...

Caro ottolini,

Tenho a impressão que vc está confundindo a antiga Fórmula Ve com a Super Vê, que corria com motores super preparados, tensdo algumas equipes usado até seis motores por corrida.

Não é nosso caso, o regulamento é muito restrito com relação à preparação. Pelas nossas projeções os melhores motores raramente ultrapassarão os 82 HP, o que para um carro de 480 kg de peso mínimo, e correndo com pneus radiais de 6 polegadas de tala já é muita coisa.

Algum ganho virá do melhor acerto de chassi e quem equacionar bem as relações ORIGINAIS dos câmbios VW com a de coroa/pinhão.

O resto é braço e talento ao volante. Aí é genético, não podemos fazer nada...

Grande abraço,

Joao disse...

Sera que a melhor opçao nao seria o velho e bom 185/65/14 nacional

Jorge Ottolini disse...

Como eu disse anteriormente, mestre Joca. Estou me precipitando antes de ler o regulamento. Mais é que como o meu interesse e grande e tenho que fazer as contas para falar com os futuros patrocinadores.
Grato por tudo.

Jorge Ottolini disse...

Como eu disse anteriormente, mestre Joca. Estou me precipitando antes de ler o regulamento. Mais é que como o meu interesse e grande e tenho que fazer as contas para falar com os futuros patrocinadores.
Grato por tudo.

roberto zullino disse...

teste