sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mock-Up - Projetar não é fácil, dá um trabalhão

Para que não se pense que fizemos apenas um desenho, abaixo uma foto do nosso Mock-up. Com ele desenvolvemos o banco, tanque entre o banco e a parede corta fogo, o trambulador a cabo, a caixa de direção, a ergonomia do carro e suas dimensões e nos ajudou na decisão de não se usar ventoinha, pois não se consegue um travamento bom na parte traseira. O carro abaixo já estava em ordem de marcha com tudo montado e funcionando.



Depois de tudo montado e testado desmontamos tudo e colocamos o chassis em uma mesa nivelada tomando todas as medidas para o desenho final. Na época usamos tubos redondos que estavam mais à mão, mas no desenho final resolvemos usar retangulares e quadrados usando os redondos apenas no montante de direção, santo antônio e tubos de proteção dos ombros do piloto. Na foto o Abrão de camiseta amarela e o Zé Clemente de camisa branca se preparando para medir tudo e colocar no autocad. No autocad fizemos as modificações.

14 comentários:

Cesar Costa disse...

Beleza!!!
Bota os comentários para serem monitorados...

Zé Clemente disse...

Falando sério, quando olhei pra esse prototipo cocei a cabeça - xxxiiiiii, não vai ser muito fácil.

Depois que eu comcei, aí a coisa de desenrolou bem.

Agora precisa ir lá ter uma reunião para falar de detalhes da construção, e no final uma ultima checagem antes dos testes

Jonny'O disse...

Sensacional!!!

Aun disse...

Que sensação de sera que vai dar certo?

Ótimo trabalho. To vendo que o carinha que faz cabos para trambulador de Palio agiu neste projeto também.

Um abraço,

Rafael Aun

jcesar disse...

Se o chassi for utilizado para finalidade diversa da F-Vê, tem como instalar a 'capela-ventoinha' ?

Mario Estivalet disse...

Sensacional, parabens. Os detalhes é que tomam tempo e dão um trabalhão (pedaleira, trambulador, apoios do motor, e caixa, ergonomia, etc), e pelo visto voces estão superando tudo passo a passo. Gosto muito desta idéia de fazer o produto e depois fazer o projeto, quase sempre dá certo. Parabens para todos os envolvidos e toquem pra frente. Meu unico receio é a CBA e as federações....... aí é que a coisa fica complicada............

roberto zullino disse...

Mario,
Eu e o Joaquim optamos por fazer isso e graças à ajuda do Regis Cava, do Abrão e do Nilton que tiveram uma paciência de Jó e trabalharam sem descanso fazendo e modificando o carro. Depois disso entrou o Zé com sua experiência em ferramentaria e projeto e mandou bala no Autocad. Aí ficou mais fácil fazer modificações necessárias e as sugeridas pelos experts no assunto.

Daniel Macarenco disse...

Grande... Se puder passar mais algumas informações do projeto, eu seria grato. Represento uma torcida de automobilismo e to pensando até em participar de um futuro campeonato que voces possam vir a criar com um equipe. Por favor, passem os dados possiveis de serem passados, principalmente os de valores (quando vai custar, uma estimativa pelo menos).

Eu agradeceria muito.

e-mail: daniel_macarenco@hotmail.com

roberto zullino disse...

O custo do carro tem como meta R$ 10 mil em ordem de marcha, desde que se use peças usadas em bom estado, principalmente as dos inúmeros fuscas speed jogados por aí.
Tudo será standard, motor 1600 à álcool, comando de Kombi injetada para andar melhor com o álcool, dois carburadores solex 32 sem mandracarias, cambio normal de fusca com coroa 8:31 ou 8:33, a escolher.
Custo por corrida fora inscrição varia muito, o carro não requer mecânico especializado, regular um fusca ao alcance de muitas pessoas. Em outros países é uma operação familiar ou de amigos, a maioria coloca o carro em uma carretinha e vai correr.

luiz borgmann disse...

Oi Zullino,
Muito bacana o seu trabalho. Talvez você ainda não tenha levantado custos para poder informar, mas no preço do chassi em R$ 5 mil é só a treliça ou acompanha algum componente (trambulador, tanque, caixa direção,etc).
Um abraço
luiz borgmann

roberto zullino disse...

O chassis custará menos que 5 mil, estamos cotando com os futuros construtores.
Ainda não está decidido o que vai, mas em princípio, pedaleira, alavanca de cambio fixada e pronta para os cabos, mecanismo traseiro do cambio, tanque, tensores traseiros e manual de instruções para montagem da caixa de direção de UNO, cabos, molas e outros detalhes com indicação de fornecedores onde podem ser encontrados. A maioria das peças será encontrada em qualquer casa de auto-peças. As molas traseiras que estão sendo estudadas são de XR200 que foi a indicação do Alex Romcy da Fórmula Ceará. O custo de cada amortecedor não chega a R$ 200,00 mais o custo de adaptação.
Qualquer um com um mínimo de conhecimento será capaz de montar o carro a partir do chassis em um ou dois dias com a ajuda de outro. a regulagem de motor é muito simples, o motor é standard como comando de Kombi injetada, 1600, 13:1 de taxa, álcool e dois carburadores Solex32 sem mandracarias. Giclagem e difusores são livres, mas como a maioria vai usar borboletas 34 mm o difusor mais indicado para álcool é 24 mm (vi esse informação o forumfuscabrasil do Chico Biela).

Fabiani C Gargioni disse...

Simplesmente a melhor idéia em termos de automobilismo no Brasil nos últimos 25 ou 30 anos parabéns Zullino e toda essa equipe que está empenhada no projeto. Estamos montando dois FIATS 147 para o TCC (Turismo Clássico Catarinense) do Francis, mas assim que estivermos com tudo pronto estamos com vontade de montar um ou até dois fórmulas VEE, vai ser muito legal!!!!!

Marcelo Faé Ferreira disse...

Muito legal a iniciativa de vocês !

Li alguma coisa de S. Bárbara D'Oeste. O carro está sendo montado lá ?

roberto zullino disse...

Marcelo,
Um dos fornecedores a serem homologados fica em SBOeste. O mock-up foi feito lá e os dois primeiros também.
A idéia é não existir apenas um fornecedor de chassis, o projeto é suficientemente detalhado para se poder ter vários trabalhando de maneira competitiva e dar opções aos interessados em adquirir os chassis na região mais perto de suas moradias. assim sendo, estamos desenvolvendo um para a zona oeste de sampa, outro em interlagos e o de santa bárbara para atender o interior.