quinta-feira, 24 de junho de 2010

Memória - Formula V 1300

O piloto Silvio Novembre, atualmente se dedicando à eventos de kart me enviou a foto abaixo dele correndo em Interlagos com um Formula V 1300 em dezembro de 1980. É um carro mais sofisticado do que pretendemos fazer, j´tem amortecedores on board e mangas de eixo traseiras especialmente fabricadas.
O site da empresa: http://ascotracing.blogspot.com

20 comentários:

jcesar disse...

Zuzu, reparou no tamanho do radiador de oleo?

roberto zullino disse...

Já, vamos usar esse mesmo, é o mais barato e melhor. As mangueiras irão sair direto da carcaça onde fica o radiador interno sendo proibido o uso de bomba diferente da original.

ASCOT disse...

FORMULA VEE - A bomba dupla de óleo, mais o carter "seco" e radiador são itens que não chega a encarecer muito, mas da uma enorme “vida “ ao motor com esta boa refrigeração e lubrificação.

jcesar disse...

pelo que sei, tem umas bombas de 30 mm, mas acho que é só de circulação externa. Poderia liberar o uso de bomba de circulação externa e deixar o radiador original sem a capela de refrigeração, tudo isso para aumentar a vida util do motor

Gessoni disse...

O Silvio faz corridas de rua de kart muito bem organizadas. Qeum sabe num pita uma etapa da F-Vee em circuito de rua no interior de SP.

No ano de 1980 o título da F-Vê foi do Jefferson Elias, aki de Americana. Eu devo ter algumas fotos em negativo da F-vê que dá prá passar prá positivo no scanner. É um acervo grande de fotos que pertencia a um amigo meu, o Claúdio Marquetti, já falecido, que acompanhava o jefferson como RP. O acervo me foi passado por familiares do Cláudio. Tem muita coisa lá da época dos monposotos da década de 70 e 80.

roberto zullino disse...

Essas coisas vão depender de testes, se necessário adotaremos, mas em princípio será adotado a configuração dos speed que usam a tomada direta da carcaça para o radiador de óleo sem o menor problema e usando a bomba original. O Della Barba que dispensa apresentações usa essa configuração muito simlples e barata. Custa apenas uma rosca na carcaça.

Anônimo disse...

Estão corretíssimos em fazer tudo do modo mais simples e barato. Essas belezinhas com um VW 1600 bem caprichado vão ser um foguetinho. Parabéns pela idéia e pela iniciativa que é um 'ovo de colombo'.

roberto zullino disse...

Obrigado anônimo, acho que todos já devem ter reparado que eu e o joaquim somos extremamente rígidos com os princípios da categoria.
Todo projeto pode ser melhorado evidentemente e sugestões são mmais do que bem vindas notadamente na parte mecânica com as dicas.
No caso do chassis, já congelamos o projeto e qualquer modificação deverá ser oriunda de testes de pista.
Ao longo dos anos pode-se pensar em melhorias para aumentar a performance, mas no momento não julgamos necessário, um motor 1600 standard queimando álcool, com dois carburadores e sem ventoinha já transforma o carro em um foguetinho. Optamos também por entre-eixos mais longo, assim fica mais fácil a neófitos dominarem o carro.

jcesar disse...

É isso ai Zuzu, mesmo sendo melhorias que custam R$ 100,00-R$ 200,00 no conjunto acabam elevando o preço final do carro. Quanto mais barato, melhor...

roberto zullino disse...

aprendemos uma coisa no colegial chamado integral de xdx, o pior é que os professores dizem que não serve para nada.
a nossa vida é uma integral de xdx, vivemos um dia por vez.
a mesma coisa as obras, é um tijoloinho por vez.
no caso, o jcesar definiu bem, melhorias e modificações podem parecer irrisórias, mas quando se faz a integral das mesmas o custo vai lá para cima.
nossa meta é R$ 10 mil com o carro em ordem de marcha e usando tudo standard.
o exemplo do sistema de óleo é muito bom. iremos usar duas mangueiras saindo da carcaça exatamente onde fica o radiador original. o Della Barba e os speeds usam isso até hoje sem o menor problema. seria possível se permitir a troca por uma bomba de circulação? Custa quase R$ 200 e deve ser melhor, mas quanto melhor? Uma bomba de cárter seco com 4 engrenagens é mais cara e requer um tanque para o óleo. Fica melhor? Claro que fica. No entanto, um motor standard não irá requerer essas coisas, a bomba original dão conta do recado com louvor.
Essas análises é que tem sido feitas por nós de maneira exaustiva, procuramos facilitar ao máximo a construção do chassis, um bom serralheiro que seja caprichoso pode montar um chassis sem gabarito, pois receberá os desenhos de fabricação das peças e a metodologia de montagem, não tem como errar.

luiz borgmann disse...

Olhaí Zullino,
Nos tempos de corrida de kart 125, andávamos todos com pneus Rinaldi, única opção "duros". Era pneu prá treino, tomada, corrida...durava prá cacete. O tempo demorava prá vir, no inverno,e até esquentar a borracha, demorava algumas voltas. Mas era igual prá todos, econômico ...mas não contentava a todos. Apareceu um esperto com composto mole e super mole, de outro fabricante, e a categoria resolveu adotar. O pessoal da frente usava super mole na classificação, e os outros compostos na corrida. Encareceu. O grid diminuiu, de mais de 30 acabaram sobrando uns 10...acabou. porisso, concordo com sua opinião, não pode elitizar.
Um abraço,
luiz borgmann

roberto zullino disse...

Para que todos tenham confiança de investir vamos esclarecer que a categoria é absolutamente AMADORA na parte de pilotos, mecânicos e equipes. Poderão até existir profissionais, mas serão exceção. Assim como poderão existir jovenzinhos vindos do kart, mas também serao exceção.
No entanto, a administração da categoria é absolutamente profisional e atua de maneira planejada e segura. Já perdemos muito tempo com o projeto e construção do carro, assunto já definido em termos de projeto e que só sofrerá modificações depois de testes, ou seja, faremos o "as built" dos protótipos e congelamos o projeto.
Agora iremos partir para o plano de marketing, regulamentos melhor definidos e outras atividades que garantam o sucesso da categoria, mas também dos que investirem nela montando os carros. Esse é o objetivo.

jcesar disse...

E um plano de marketing? Será que rola um apoio de fabricante de pneus, amortecedores, auto-peças em geral? Fornecendo peças a preço de custo já seria maravilhoso, considerando a simplicidade e durabilidade dos F-Vee

Leone disse...

Meu Deus do céu... À muito tempo que não sentia esse frio na barriga... Estou me transportando aos meus 18 anos... Deus queira que eu tenha verba pra poder participar disso...

FORÇA ZULLINO!!!

jose carlos da silva disse...

prezado zullinno
estamos entusiasmados com este projeto,pra comecar ele correria em pistas federadas ou com uma liga independente????
como seriam as competicoes????
o chassis utilizara tubo comum sem costura ou sera cromo molibdenio aeronautico??qual a parede e diam/?
comprei alguma coisa de cromomolibdenio pra um projeto de fazer uns paulistinhas de uma empresa de botucatu mas e caro pacas e me informaram de material mais em conta no uruguai e argentina
tem um parceiro nosso aposentado das equipes de petropolis que ira desenvolver um chassis logo apos acabarmos a adaptacao do unimog
tem ideia quanto custara o kit fibra?o projeto inicial sera 1600 ou 1300?
minas tera um representante nesta parada

jose carlos
sete lagoas

desculpe mas a 944 e frente quente e nao rabo quente,aliado com baixo consumo

roberto zullino disse...

josé carlos,
pretendemos encaixar a categoria inicialmente nas etapas do paulista de automobilismo.
o chassis usa aço carbono 1020 com costura, todos os especialistas que conversamos aprovaram a solução pela baixa potência do carro, máximo 80 hp, e ao baixo peso.
todos os carros terão o mesmo chassis, o mesmo será comprado pelos interessados diretamente de vários fornecedores que estamos desenvolvendo e solicitando orçamentos.
A montagem do carro ficará à cargo de cada um, mas pretendemos disponibilizar dicas de montagem e compra das peças, o que de certa forma já está pronto.
nosso compromisso é organizar a categoria e desenvolver o chassis e depois disponibilizá-lo a fabricantes que queiram fornecer a preços competitivos. a fabricação dos chassis e dos carros serão fiscalizadas para que se limitem ao projeto detalhado que está sendo terminado.

roberto zullino disse...

continuando....
estamos iniciando a montagem de dois chassis iniciais para teste e posterior congelamento do projeto. após isso, os chassis serão colocados para encomenda junto aos fornecedores escolhidos. se nesse interim surgir outro fornecedor capacitado, o mesmo será incluído sem problemas, não queremos nada fechado.
a escolha do fornecedor é exclusiva do interessado, mas procuraremos fiscalizar as relações comerciais e a fabricação.

jose carlos da silva disse...

afinal o kit fibra e livre para cada projeto ou seguira um padrao pros carrinhos ficarem todos iguais no que diz respeito a recursos aerodinamicos.
concordo com o 1020 com costura pois o cromo molibdenio e uma baba
estivemos a duas semanas com o paulao ai em sampa e tenho certeza que o mesmo vera este projeto com bons olhos
sucesso e me sinto envolvido com esta iniciativa
jc sete lagoas

AIRTON DIEHL disse...

Alô Amigos!
Parabéns pela iniciativa.
Com certeza quem sairá ganhando com esta "invenção" de voces serão as novas gerações de Pilotos.
Já há algum tempo temos discutido o caminho que tomam os pilotos oriundos do kart... Temos uma associação que é a mantenedora da Escola e do Tarumã Kart Clube e a mesma administra o kartódromo. Estamos instalados dentro do Autódromo de Tarumã e temos uma Escola de Pilotagem de carros e kart, a Escola Gaúcha de Pilotos (www.escolagauchadepilotos.com) e o Tarumã Kart Clube (www.tarumakartclube.com.br).
As melhores competições atualmente do RS são os Campeonatos de Marcas, mas infelizmente as experiências nesta categoria transformam os jovens novatos que curtem automobilismo em Motoristas de Competição.. e não em Pilotos!

A competição pura, que tem futuro para um jovem seguir carreira no Brasil e no exterior, com certeza são os monopostos, pois além de baratos, exigem pilotagem rápida e segura.

Parabéns e mandem notícias que nossa Escola tem interesse na categoria.

Airton Diehl
Piloto
Diretor do TKC
Instrutor da EGP
airton@escolagauchadepilotos.com.br

Zé Clemente disse...

Zullino,

Se vai usar a bomba original e se não te a capelinha, não justifica usar outro radiador de oleo. Pode ser o proprio original do motor, montado em posição de coleta de ar frontal, com mangueiras saindo da carcaça. Se ele refrigera um motor original porque não vai refrigerar esse?